SOJA: BACTÉRIAS QUE AUMENTAM A PRODUTIVIDADE

Você sabia que a inoculação de sementes de soja com bactérias pode aumentar sua produção? É o que diz um estudo realizado pela EMBRAPA em conjunto com a EMATER no Paraná.

Na safra de 2017/2018, os produtores puderam obter um aumento de 1,8 saca por hectare adotando a inoculação das sementes com Bradyrhizobium. Quem adotou a coinoculação com Bradyrhizobium + Azospirillum pode observar um aumento de até 5,6 sacas/ha.

E o melhor de tudo... é barato e acessível! Já imaginou obter um lucro líquido de até R$ 390 com o uso de inoculantes a base de bactérias?

O custo da dose do inoculante à base de Bradyrhizobium gira em torno de apenas R$ 3,00/ha. Se for optar pela coinoculação, o custo fica em na faixa de R$ 12,00/ha. Barateza!!!

Mas pra ter bons resultados tem que aplicar da forma correta! Segundo o coordenador do Projeto Grãos, da EMATER-PR, Nelson Harger, aplicar os inoculantes direto na caixa semeadora dificulta a aderência das bactérias às sementes e interfere diretamente na eficiência. Boas práticas, pessoal!!!

Vocês devem estar se perguntando o porquê desse aumento de produtividade. Isso ocorre por causa da fixação biológica do nitrogênio. A pesquisadora Mariângela Hungria da Embrapa Soja explica que essa fixação ocorre pela “boa relação” das bactérias do gênero Bradyrhizobium com a planta de soja. A partir disso, formam-se nódulos nas raízes, onde as bactérias se abrigam e recebem proteção e alimento, em troca, elas capturam nitrogênio da atmosfera, o transformando em compostos que serão utilizados pela planta.

Mas onde entra a coinoculação nisso tudo? Então... A fixação do nitrogênio não é o papel principal do Azospirillum brasilense, mas sim a formação dos nódulos nas raízes. Essa bactéria contribui para o crescimento da raiz e consequentemente aumento de nódulos, onde estão abrigadas as bactérias do gênero Bradyrhizobium, aumentando ainda mais a fixação do nitrogênio.

Fonte: https://www.embrapa.br/busca-de-noticias/-/noticia/42282400/tecnicas-de-inoculacao-de-bacterias-aumentam-produtividade-da-soja