Cientistas de Singapura conseguem aumentar teor de óleo em sementes

Cientistas da Universidade Tecnológica de Nenyang, em Singapura, desenvolveram um método  para modificar geneticamente sementes de algumas culturas a ponto de aumentar o rendimento de óleo vegetal em até 15%. Este novo método pode ser aplicado a oleaginosas como a soja, a canola e o girassol.

O aumento de até 15% se deve a modificação de uma proteína que regula a quantidade de óleo que a planta produz, resultando em uma maior reserva de óleo na semente. Os resultados dessa pesquisa foram publicados na revista Plant Signaling & Behavior .

“O óleo vegetal é um componente essencial em nossa dieta diária e a indústria agrícola está buscando maneiras de maximizar sua produção enquanto reduz os efeitos ambientais do cultivo, especialmente o uso da terra. Nossa pesquisa ajuda a aumentar a produção de óleo de semente de forma sustentável e econômica, e também abre novas portas na pesquisa agrícola”, disse Prof. Asst. Wei Ma, responsável pela pesquisa.

O ganho econômico é evidente, uma vez que pesquisas anteriores já mostraram que um pequeno incremento de 1,5% no rendimento do óleo em soja equivale a um aumento de US$ 1,26 bilhão no mercado americano.

 

Paper titled “WRINKLED1 as a novel 14-3-3 client: function of 14-3-3 proteins in plant lipid metabolism” published in Plant Signaling & Behavior; Volume 13, 2018 – Issue 8.

Fonte: https://media.ntu.edu.sg/NewsReleases/Pages/newsdetail.aspx?news=a3d466d3-4876-48f6-9a2b-6bf4ae3879d3