Diagnosticar é fundamental!

Hoje iremos falar de uma prática que deveria ser adotada por todos que trabalham com agricultura e dependem do solo para tirar seu sustento, mas que infelizmente é pouco adotada: a coleta e análise do solo!!!

Vamos pensar da seguinte maneira: Nós vamos ao médico quando algo não está bem com nosso corpo. Após a consulta, o médico nos pede alguns exames para poder afirmar com maior clareza qual é o problema que nós estamos enfrentando. Sem esses exames, pode haver uma infinidade de possibilidades de diagnósticos e ele jamais irá arriscar diagnosticar incorretamente, te receitando remédios desnecessários, podendo ocasionar reações contrárias ao que seria esperado. 

Figura 1: Análise de solo em laboratório (Fonte: cc-by-sa / 4.0 - © User: Alandmanson - Wikimedia)

Da mesma forma nós devemos encarar os nossos solos. Precisamos vê-lo como um organismo vivo e entender como está esse organismo, para então podermos tomar nossas decisões. Você não toma um remédio por conta própria (ou pelo menos não deveria) esperando curar alguma doença, da mesma forma, não pode fazer uma adubação sem antes fazer uma análise e verificar como anda a "saúde" desse solo.

Figura 2: Equipamentos para coleta de solo

Para isso temos equipes técnicas e instrumentos especializados para fazer a coleta de solo da forma mais precisa, retirando uma fraçãozinha que irá representar uma grande parte da sua área. As amostras são encaminhadas para laboratórios capacitados para diagnosticar com muita precisão esse seu patrimônio.

Conhecer o solo que você produz é o segredo do seu sucesso!

 
 
Colunistas

Joanilson Vieira Prestes Junior

Engenheiro Agrônomo pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná. Mestrando em Agronomia na área de Produção Vegetal pela Universidade Tecnológica Federal do Paraná – campus Pato Branco. Atuou com Fertilidade e Manejo do Solo no setor de Agricultura de Precisão na região Sudoeste do Paraná.